terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

AVENTURAS DA GRAVIDEZ - ADORAM BEBÉS

Na semana passada fui fazer a ecografia do terceiro trimestre, com a minha obstetra.

Gosto de fazer as ecografias com a minha médica, se foi ela que escolhi para me acompanhar nesta etapa, então que seja sempre. E só houve uma ecografia, a morfológica, que fiz com outro médico, por sugestão da Dra, que gosta de ter uma ecografia feita por um colega, por várias razões. Mesmo nesse episódio, escolhi o médico, não foi um qualquer. E esse, era precisamente o obstetra que tinha escolhido na primeira gravidez.

Bem, mas continuando. Fui fazer a ecografia, muito bem disposta, mas a coisa não estava a correr muito bem. A imagem estava mazinha, eu não conseguia perceber nada, e já chorava os 15€ da gravação, pois um dia que fosse mostra-la ao meu filho, veríamos uma imagem chuvosa e desfocada. Resultado, a ecografia teve de ser adiada, pois o problema era mesmo do ecógrafo.

Repetir a ecografia... tudo bem. O pior é que já não seria com a minha obstetra, tinha de ser com outro médico. E qual médico, perguntam vocês. O médico que me deu a triste notícia de que tinha perdido o bebé, no passado, ainda recente na minha memória.

O médico foi antipático, frio... fazer agora uma ecografia com ele, deixou-me preocupada. Não por achar que fosse fazer um mau trabalho, não. Até porque é um obstetra conceituado. Mas imaginei-me a olhar para o ecrã e ter alguém a fazer a eco, sem me explicar nada, e sem sensibilidade nenhuma.

Mas pronto, lá fui repetir a ecografia.

E foi aí que cheguei a esta conclusão. Os obstetras adoram bebés! Entusiasmam-se! Parece que é sempre o primeiro. Falam daquele bebé como se fosse único. Falam do nosso bebé com carinho! Sentir isto com a minha obstetra, com a minha médica de família, com o obstetra que me fez a ecografia morfológica, é normal! Porque são médicos que conheço, ou que têm acompanhado a minha gravidez.

Com este fiquei realmente surpreendida. A forma como explicou tudo, como se referiu ao bebé, como referiu a posição, o mexer, como se fosse o único bebé a fazê-lo, fez-me simpatizar mais com ele.

E fiquei feliz, por ver que afinal o médico antipático e frio gosta de bebés, e ao que me pareceu, muito!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 26 de fevereiro de 2017

RELAXAR ANTES DE DORMIR

Felizmente nunca tive problemas de sono. Sempre dormi bem, à exceção, claro, de períodos tristes da minha vida (como quando sofri o aborto espontâneo, por exemplo), que me impediam de dormir e descansar com facilidade e qualidade.

Agora na gravidez, tenho continuado a dormir relativamente bem. Não tive ainda demasiado sono, como é referido por algumas grávidas, mas também não tive insónias. Só não durmo bem, quando o bebé resolve fazer maratonas a meio da madrugada e mexe-se, mexe-se, mexe-se... Mas como não é um acontecimento diário, não me posso queixar.

Mas posso afirmar, que algo que me ajuda a dormir bem, mesmo nas alturas que tenha algo a perturbar-me, são os alongamentos, ou posturas de yoga se assim preferirem, que faço sempre antes de me deitar.

São movimentos muito simples, mas que me ajudam a alongar o corpo, a aliviar a tensão que se vai acomulando ao longo do dia no corpo, principalmente no pescoço, ombros e costas.

Assim, deixo-vos alguns vídeos com exercícios pensados para executarmos já na cama, minutos antes de dormir.




É algo que não dispenso da minha rotina noturna, pois faz mesmo muita diferença na qualidade do sono e do descanso.

Também costumam alongar antes de dormir?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

SUGESTÕES DE UMA GRÁVIDA

A pedido de uma amiga que está a pensar engravidar, vou partilhar algumas sugestões daquilo que para mim tem sido essencial para me tranquilizar e sentir confortável com todas as mudanças inerentes à gravidez.

PREPARAR A GRAVIDEZ 
Planeei duas gravidezes, tendo uma corrido mal e outra estar a correr às mil maravilhas. Isto para dizer que planear ou preparar a gravidez não nos dá nenhuma garantia que tudo correrá bem, mas, e falo por experiência própria, o facto de sabermos que fizemos o que estava ao nosso alcance para tudo correr bem, da-nos algum alento caso algo se complique. Por isso considero importante fazer exames médicos, ter as vacinas em dia e tomar um suplemento vitamínico próprio para a fase de tentar engravidar. Tal como acho boa ideia ter algum dinheiro de parte para as novas despesas. Apesar de termos um sistema nacional de saúde que nos permite fazer vários exames sem pagar e, dá-nos também insenção nos centros de saúde e hospitais, existem ainda muitos exames que têm de ser pagos por nós (por exemplo os rastreios, não são totalmente comparticipados). Além disso, se formos seguidas também por um médico no particular, acrescem as consultas e exames que o obstetra manda fazer e ainda temos uma panóplia de coisas a comprar durante a gravidez. Acho que um "pé de meia" dá sempre jeito.

TER UM MÉDICO ASSISTENTE DE CONFIANÇA
Como já referi varias vezes, sou acompanhada pela minha médica de família e pela obstetra. Apesar de confiar na médica de família, confesso que me sinto muito mais segura com a obstetra. Acho mesmo essencial ser alguém que nos transmita segurança, que nos tranquilize, que nos tire todas as dúvidas, mesmo aquelas que nos parecem tolas, que nos deixe à vontade em todas as circunstâncias e que mostre empatia.

USAR ROUPA DE GRAVIDA
Usei muita da minha roupa até quase aos 6 meses de gravidez. Mas assim que comprei o primeiro par de jeans de grávida percebi o erro que cometi em não ter comprado antes. O conforto é algo muito importante e, apesar de ter usado calças de cintura muito subida, leggings, vestidos confortáveis, nada se compara a roupa própria para esta fase. Tal como a roupa interior. Faz muita diferença, e mesmo sendo algo que só se usa durante uns meses, vale o investimento.

BEBER MUITA ÁGUA 
A ingestão de água além de ser essencial para o bebé  (liquido amniótico) vai ajudar-nos na obstipação. Há grávidas a sofrerem horrores com a obstipação, mas a ingestão de muita, muita aguinha, ajuda muito nesta questão. E como disse, a saúde e bem-estar do bebé também depende

ALIMENTOS RICOS EM FIBRA 
Continuando na questão da obstipação, para que não seja um problema, é muito importante o consumo de fibra. Fruta com casca, aveia nos iogurtes, nas panquecas, nos batidos, sementes de linhaça... são apenas alguns exemplos de alimentos que devemos consumir diariamente para evitar a obstipação.

TER TEMPO
A gravidez é uma boa altura para a mulher ser um pouco egoísta. Nós temos a mania de querer fazer tudo, de sermos super-mulheres, mas agora é a altura ideal para aproveitar os miminhos das pessoas que gostam realmente de nós, de aproveitar para ter preguiça de realizar certas tarefas, de procrastinar, de dormir muito, de passar uma manhã ou tarde a cuidar da beleza, de tomar banhos demorados, de passar 500 cremes hidratantes para evitar estrias, de fazer aquilo que gosta com todo o tempo do mundo...





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

EXERCÍCIOS PARA MELHORAR POSTURA

A postura é uma das grandes armas para uma aparência jovem e saudável.

Quem trabalha em frente a uma secretária sabe que as dores de costas, pescoço e ombros são uma constante e regra geral, a má postura acompanha-nos durante o dia, em todas as nossas ativividades diárias, o que não contribui para amenizar o desconforto do dia-a-dia.

Sendo assim, escolhi alguns vídeos com exercícios que melhoram a postura, contribuindo para uma aparência mais elegante e jovem e, para amenizar as tradicionais dores de costas.





Fácil e barato! :)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

VOU MUDAR DE VISUAL!!! EHEHEHE!!!

Cheguei ao meu limite e já não aguento este cabelo. Não gosto do corte, que neste momento é inexistente, nem da cor.

Cheguei ao ponto de me olhar ao espelho e ver a minha tia Graciete, irmã do meu pai. Quem a conheceu na juventude, diz que sou parecida com ela, o problema é que a tia Graciete tem 70 e tal anos, perto dos 80. Portanto imaginem o que é olharem-se ao espelho e ver a vossa tia...

Já não há maquilhagem que anime, acessório que juvealize, roupa que revigore... Já nada faz sentido!

Dito isto, a mudança está para breve! ;)

Já agora, preciso de inspiração para posts, têm sugestões? Deixem nos comentários!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

O SENTIDO PRÁTICO DA VIDA

Podia ser um post super filosófico, mas não é. Até porque nem gosto de filosofia.

Acontece que de vez em quando gosto de mudar as minhas rotinas, e permito-me a mudar de opinião de vez em quando, para que possa de alguma forma facilitar a minha vida.

Ao contrário de muitos, não gosto de ter muito que fazer, de olhar para agenda e ver demasiadas tarefas para realizar e pouco tempo livre. É um mal dos nossos tempos, queremos dar para tudo, mas faço o que posso para facilitar e para dar um sentido prático à minha vida.

Isto reflete-se em muitos aspetos, mas venho falar-vos apenas de dois, a rotina doméstica (ou parte dela) e a rotina de beleza.

Como sabem, gosto muito, mesmo muito, de produtos caseiros. Tanto para limpar a casa, como para ficar mais bonitinha! ;)

O uso de vinagre e bicarbonato de sódio é uma constante cá em casa e até andava a pensar experimentar outros diy, por exemplo detergente de roupa. Mas reparei que o tempo não estica e que tenho dias de estar a complicar e não a facilitar. Fazer misturas, preparados, esperar que atuem, etc, são detalhes que às vezes atrapalham. Prefiro este tipo de produtos, por várias razões, mas principalmente por não serem tóxicos, no entanto em termos de resultados, apesar de bons, não são tão rápidos como os produtos de compra.

Dito isto, para me facilitar um pouco a rotina doméstica, comprei alguns produtos. Optei pelos ecológicos, bem mais caros, por estar grávida. Apesar de adorar o cheiro de lixívia, agora não me parece indicado.

Ainda não sei se os prefiro do ponto de vista da eficácia, mas do ponto de vista da praticidade, para já sim. Têm facilitado muito as coisas.

No que toca a beleza não é segredo que, por exemplo, o meu esfoliante de corpo favorito é uma mistura de açúcar e creme hidratante. Adoro máscaras de argila, de gema ou clara de ovo, tónicos de arroz, esfoliantes de bicarbonato de sódio... mas só de pensar no processo de fabrico, que até não é nada de mais, mas que envolve loiça suja que tem de se lavar, misturas e afins, fico sem vontade. Depois vou adiando a tarefa por dias ou semanas.

Talvez esteja numa fase de preguiça, ou de mais trabalho, ou a gravidez já pesa... mas prefiro arranjar soluções em vez de esperar que a fase passe. E se não passa?!

Assim, investi numa máscara de argila da l'oreal, está pronta a usar, num gel de limpeza 3 em 1, numa esponja de banho esfoliante, num protetor solar de rosto que já é antirrugas.

São produtos práticos que estão já ali prontos para os dias corridos e sem vontade de fazer poções mágicas. Se gosto mais deles? Tenho dias. Mas de momento são mesmo a melhor solução.

E no decorrer destas decisões, há dias também pensava no cabelo. No corte que quero, etc. Realmente tinha muita vontade de mudar um pouco, de usar um pouco mais comprido, apesar de continuar nos curtos.

Mas pensava no futuro bem próximo. O bebé está quase aí! Terei tempo e paciência para o cabelo, para secar e arranjar bonitinho? Vou optar por deixar crescer para depois andar descabelada? É que não são cortes que num dia mau se apanham e fica tudo disfarçado. Ou está bonito ou não está. E eu gosto do cabelo bonito! Será que não é melhor manter-me nos curtos, nos pixies, nos assimétricos, de maneira a conseguir lavar e secar em 5 minutos, parecendo que saí do salão?

Também aqui tenho de pensar no sentido prático da vida, não vos parece?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

AVENTURAS DA GRAVIDEZ - MITOS E SUPERSTIÇÕES

Não sou uma pessoa supersticiosa, por isso, cada vez que me falam de superstições no gravidez, fico um pouco... sem palavras!

Há também os mitos e nesta altura já ouvi de tudo. Alguns são tão bons e com explicações tão científicas, que já se tornaram verdades e as pessoas nem ousam pô-los em causa.

De todos os mitos que já me falaram, o único que não sei porquê acreditei, foi o da posição para dormir. Supostamente não se deve dormir de barriga para cima ou baixo, nem viradas para o lado direito. Eu que sempre dormi de bruços e sempre gostei de me virar muito durante a noite, passar 9 meses, ou 10 bem vistas as coisas, a dormir só numa posição? Ainda tentei, porque não sei como até acreditei na teoria, mas um dia fez-se luz e perguntei à minha obstetra. A sua resposta: "Pode dormir na posição que quiser, na que estiver confortável, até de barriga para baixo! Durma como se sentir bem, desde que a barriga o permita."

Barriga para baixo?!?!?! A minha cara deve ter ganho luz quando ouvi isto! O que estava a perder. E dormi de bruços, não a noite inteira mas pelo menos para adormecer, até às 18 semanas, mais ou menos. Privilégios de quem tem uma barriga pequena!!!
Mas deixo a ressalva, a minha médica disse-me isto a mim, não sei se se aplica a todas as grávidas, cada uma deve ouvir a opinião do seu médico.

Mas há outros, não se pode pintar unhas, cabelos, comer canela, tocar em gatos, usar colares... Se se tem azia é porque o bebé será cabeludo, se não se comer o que se apetece, o bebé terá a cara do alimento... deve ser por isso que vemos pessoas com cara de morango, camarão, lentilha...

Depois vêm as superstições, que andam de mãos dadas com os mitos.

Não se deve dizer a ninguém que se está grávida antes dos 3 meses, porque dá azar (quando na verdade os médicos aconselham a não se dizer porque existe um grande risco de aborto nestes meses e a acontecer, é muito dificil dizer a toda a gente que se perdeu o bebé), que não se deve montar a cama antes do bebé nascer, lá está, porque dá azar, que não se deve passar por cima/baixo de fios porque o bebé nasce com cordão umbilical à volta do pescoço, grávidas que tomaram pilula terão partos prematuros... e também já ouvi qualquer coisa sobre usar preto, mas este passou-me ao lado!

Há também uns depois do nascimento, que acho particularmente interessantes.
Não se deve cortar o cabelo antes de 1 ano porque atrasa a fala, não se deve dar beijinhos nos pés do bebé porque ele não cresce (é por isso que a minha sobrinha é minorca, eu enchia aqueles pés gorduchos de beijos... e o meu filho também vai ser pequenino, porque também vou dar...), beber cerveja preta aumenta a produção de leite (é o ideal, beber álcool na amamentação)...

Mas de uma coisa tenho a certeza, qualquer grávida nos nossos dias que ouça estas teorias de forma constante, dá em maluquinha... ;)

Mitos/superstições que ouviram e "adoraram" meninas?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

ORGANIZANDO AS REFEIÇÕES

Tenho feito pequenas alterações nas minhas rotinas, de modo a ter mais tempo para descansar sem abdicar da organização que gosto.

Uma das tarefas que me leva muito tempo, são as refeições, tanto a sua preparação como a limpeza da cozinha depois da refeição. E confesso, a limpeza e organização depois das refeições é das coisas que gosto menos de fazer em casa. Mas como tem mesmo de ser feito, então que não seja um problema.

Para facilitar as coisas gosto de adiantar algumas refeições de uma vez, por exemplo numa manhã, ou tarde, menos ocupada.

Esta semana comecei por preparar algumas refeições na segunda, enquanto preparava o almoço desse dia.

Temperei costoletas de porco e preparei todos os temperos no tacho onde as cozinhei. Cebola às rodelas, azeite, louro, alho picado, pimentão doce, pimenta, pimento, rodelas de cenoura e vinho branco são misturados à carne. Na altura apropriada, bastou colocar em lume brando.

Seguidamente preparei os legumes para a sopa. Normalmente faço sopa para várias refeições. Coloquei a água a ferver e enquanto isso lavei e cortei alho francês, cebola, cenoura, curgete e abóbora. Basta colocar no tacho e deixar cozinhar. Depois passei tudo, acrescentei o azeite e sal e a base estava feita. Às vezes acrescento logo outros ingredientes, outras vezes não e acrescento ingredientes diferentes em cada dia.

Temperei bifes de frango para o jantar de terça e coloquei-os numa caixa no frigorífico.

Para o almoço de terça, jardineira de vaca, cozi a carne com cebola, alho, cenoura e louro, enquanto fazia a sopa e preparava o almoço de segunda.

Depois de cozida, guardei a carne e o seu caldo numa caixa no frigorífico, depois de arrefecidos, para terminar o prato à noite, em lume brando. Na terça já tinha o almoço preparado, o que me permitiu ter tempo para tarefas fora de casa sem me preocupar com esta refeição.

Ainda na segunda, antes de jantar saimos para fazer compras para o bebé, portanto quando chegámos a casa já tinhamos a sopa pronta, tal como as empadas que deixei no forno, antes de sairmos.

Pelo menos 4 refeições foram confecionadas ou adiantadas de uma vez. E isto facilita muito, pois quando termino o trabalho não estou a perder tempo a cozinhar e a fome nessa altura já aperta!!! :)

Em termos de limpeza, agora adotei a técnica que toda a gente sabe ser a melhor, mas que muitas vezes eu ignorava, pelo menos ao almoço. Arrumar, limpar e lavar logo depois da refeição. Antes gostava de ir um pouco para o sofá, beber café, descontrair e só depois arrumava a cozinha, mas isso começou a refletir-se em atrasos e pressas para voltar ao trabalho. Por isso, agora trato logo do assunto, parece que demoro menos tempo, a sujidade não acumula (mesmo que fosse por pouco tempo), não me atraso e o momento de relax sabe muito melhor.

Estas pequenas alterações têm sido muito proveitosas, pois ajudam-me a não acumular tarefas, a aproveitar muito melhor o tempo e a estar menos stressada com as tarefas domésticas. Assim fico também com mais tempo para mim, para descansar, para ler e para aproveitar estes dias de chuva, que se querem calminhos!!!

E vocês, como gostam de organizar as vossas refeições?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...